• Cultista

Amaldiçoado - Joe Hill (resenha)

Como diria o ditado popular, “filho de peixe, peixinho é”. Joe Hill é filho de Stephen King um dos maiores escritores de terror de todos os tempos e há alguns anos começou a seguir os passos do pai. Seu segundo romance, Amaldiçoado, foi publicado no Brasil originalmente sob o título “O Pacto”, sendo modificado após o lançamento da adaptação cinematográfica.



Ignatius “Ig” Perrish, após uma noite de bebedeira, acorda com uma baita ressaca e um monumental par de chifres em sua cabeça, literalmente falando. Sua aparência infernal que lhe causa horrores, parece ter um efeito diferente nas pessoas que o veem.


Cada pessoa que entra em contato com Ig acaba por revelar seus desejos mais secretos, e segredos mais profundos, sem que se dê conta do fato. Cabe a Ig desvendar o enigma de seus chifres místicos e seus poderes transcendentes, ao mesmo tempo que começa a desenredar o obscuro assassinato de sua antiga namorada um ano antes, do qual foi acusado.


Com uma mistura de terror sobrenatural e fantasia sombria, Joe Hill segue os moldes de seu primeiro livro, A Estrada da Noite, com capítulos curtos, escrita dinâmica e não linear, com a narrativa oscilando entre o presente e flashbacks do passado de Ig Perrish.


A obra publicada em 2010, foi adaptada para um filme lançado nos cinemas americanos em 2014, tendo Daniel Radcliffe como seu protagonista.


Ano: 2015

Páginas: 320 Idioma: português Editora: Arqueiro