top of page

Órfã 2: A Origem (2022)



Órfã 2: A Origem (Orphan: First Kill) é um lançamento de 2022 que acabou de entrar para o catálogo do Prime Video. Trata-se de um prequel do filme A Órfã de 2009. Agora, 13 anos depois, Isabelle Fuhrman retorna ao papel da vilã Esther.


Em 2007, a psicopata Leena Klammer (Isabelle Fuhrman) está trancafiada em um hospital psiquiátrico na Estônia, até que consegue escapar. Ao se abrigar após a fuga, ela vasculha a internet e descobre uma família norte-americana riquíssima cuja filha desapareceu há 4 anos. Leena adota a identidade de Esther Albright, com quem tem alguma semelhança física, e viaja aos Estados Unidos simulando um reencontro com a mãe Tricia Albright (Julia Stiles), o pai Allen (Rossif Sutherland) e o irmão Gunnar (Matthew Finlan).



No primeiro filme o grande plot twist é descobrirmos que a pequena Esther só tem tamanho e na verdade é uma mulher na casa dos 30 anos, portadora de uma síndrome que a faz parecer uma criança. Portanto já começamos o segundo filme tendo em mente que Leena/Esther não é uma criança e que de alguma forma será adotada anos depois pela família Coleman. Então é claro que o roteirista reservou um plot twist especial para essa prequel.


A Órfã foi rodado em 2008, quando a Isabelle Fuhrman tinha uns 11 anos de idade e era uma criança interpretando uma adulta. Nessa prequel, com a atriz já aos 23 anos, a produção do filme tomou algumas medidas para que a aparência de Esther fosse mais verossímil possível: dublê de corpo, perspectiva de câmera, maquiagem, equipamentos e adereços (por exemplo, o resto do elenco teve que usar sapatos com plataformas). Não funciona o tempo todo, é claro, e, tendo em mente a aparência da Esther no primeiro filme, às vezes a caracterização incomoda.



Talvez o maior problema esteja nas atitudes da própria Leena/Esther, que ao se inserir em uma família nova sem saber praticamente nada da pessoa a quem roubou a identidade, fica difícil engolir como uma mulher aparentemente tão astuta toma decisões tão estúpidas.


Isabelle Fuhrman desempenha bem seu papel, assim como Julia Stiles representa bem a mãe protetora, Rossif Sutherland está OK mas Matthew Finlan parece meio deslocado. O roteiro é de David Coggeshall e a direção é de William Brent Bell (The Devil Inside, Boneco do Mal I e II, Wer).



O resultado é um filme bobo e razoável, sem a pretensão de se levar muito a sério. A história explica como Leena se tornou Esther e foi parar nos EUA, mas deixa furos entre os dois filmes. Diverte até certo ponto, claramente feito para ser assistido despretensiosamente.


Órfã 2: A Origem (2022)

Orphan: First Kill


Duração: 1h 54min


Direção: William Brent Bell


Roteiro: David Coggeshall


Elenco: Isabelle Fuhrman, Julia Stiles, Rossif Sutherland, Matthew Finlan, Hiro Kanagawa

Terror, suspense, fantasia e ficção científica.png
bottom of page