Missa da Meia-Noite (Netflix)


Missa da Meia-Noite (Midnight Mass) é uma minissérie criada e dirigida por Mike Flanagan (A Maldição da Residência Hill, Doutor Sono), com estreia em setembro de 2021 na Netflix, composta por 7 capítulos de aproximadamente uma hora cada, ambientada em uma pequena comunidade isolada em uma ilha.



A história se inicia com o retorno de Riley Flynn (Zach Gilford) à sua cidade natal após passar quatro anos na prisão por homicídio ao dirigir embriagado e matar uma jovem em um acidente de trânsito no continente. Perturbado por pesadelos e visões da moça que matou acidentalmente, Riley trilha um caminho para o auto perdão, ao mesmo tempo em que busca a conciliação com sua família, em especial com seu pai, Ed Flynn (Henry Thomas).


Lá ele reencontra sua namorada de infância, Erin Greene (Kate Siegel) que fugiu da ilha durante a adolescência e retornou à ilha após adulta, agora grávida e trabalhando como professora.



Quase concomitante ao regresso de Riley, chega à ilha o carismático padre Paul Hill (Hamish Linklater), com a missão de substituir temporariamente o pároco Monsenhor Pruitt, que está no continente para tratar da saúde após uma viagem a Jerusalém. O que os habitantes locais não sabem é que tal advento mudará a vida de todos.


Com uma forte crítica ao fanatismo religioso, a minissérie é classificada como “horror sobrenatural”, mas o horror, aquele que gela a espinha e causa pesadelos noturnos, aparece discretamente nos primeiros episódios, às vezes de forma bem subjetiva e nem sempre de modo sobrenatural. Mas o horror na série é crescente, ele vai dando as caras até chegar ao seu ápice nos episódios finais. Como telespectadores, vamos acompanhando a história dos cidadãos daquela pequena comunidade, pensando “onde isso vai chegar?” até o ponto irremediável do horror absoluto.



A produção peca pela lentidão nos episódios iniciais e pelo excesso de diálogos, alguns monólogos são demasiadamente longos e cansativos. A história em si é cheia de metáforas e camadas, e a construção dos personagens é impecável. Longe de ser um terror convencional cheio de jumpscares, Missa da Meia-Noite é uma obra interessante que traz mais reflexões do que pesadelos.



0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo
Cópia de Cópia de Sem nome.png