• Cultista

A Estrada da Noite - Joe Hill (resenha)

Eu nunca havia lido nenhuma obra do Joe Hill, apenas assisti a adaptação de Amaldiçoado e confesso que achei bem razoável, mas mesmo assim não tinha tanta curiosidade de ler o livro que originou o filme. Depois que eu fiquei sabendo que o autor era filho do Stephen King, um dos meus escritores preferidos, o que despertou uma curiosidade em ler alguma obra sua para ver se a boa escrita também era genética.


A Estrada da Noite, primeiro romance do autor, foi publicado em 2007 sob o título original “Heart-Shaped Box” (caixa em formato de coração, em tradução livre). A obra traz Judas Coyne, um rock star cinquentão que deixou a vida de líder de banda para trás e passa a vida colecionando groupies e objetos macabros, tais como um filme snuff real e um livro de receitas para canibais.



Um dia, seu assistente Danny encontra na internet o anúncio da venda de um fantasma, o qual é comprado pelo seu patrão sem pensar duas vezes. O artigo, um paletó assombrado, chega à sua residência dentro de uma caixa em formato de coração e trará ao seu possuidor consequências terríveis.


Não gosto muito de ler em veículos em movimento, mas os capítulos iniciais me prenderam a atenção de tal forma, que li mais de um terço do livro em uma viagem de duas horas. Em algumas partes, a obra chega a ser muito simplista, e em várias outras consegue gerar apreensão no leitor. É um bom livro para uma estréia, sendo de leitura rápida e dinâmica.


A Estrada da Noite ficou em oitavo lugar na lista de bestsellers do jornal americano The New york Times, e recebeu o prêmio Bram Stoker de melhor romance de estréia (Bram Stoker Award for Best First Novel) em 2007.


Faz apenas dez anos que este livro foi lançado, e após este, Joe Hill publicou mais três romances. Se um dia seu nome estará ao lado do de seu pai como um dos grandes escritores de terror, ainda não temos como saber, mas de fato está seguindo seus passos e tem uma boa perspectiva pela frente.



Sobre o livro:

Ano: 2010

Páginas: 320

Idioma: Português

Editora: Arqueiro


***

Fontes:

Wikipedia

Horror Writers Association