• Cultista

Histórias de Horror: O Mito de Cthulhu - H.P. Lovecraft (resenha)

Em muitos grupos relacionados aos autor, sempre alguém pergunta qual a melhor edição em português dos livros dele, e a resposta não é fácil. Existem diversas edições com diferentes seleções. Um box que gostei bastante foi o primeiro volume lançado pela Pandorga. E posso classificar essa publicação da Martin Claret como uma das boas publicações.



É um livro no formato pocket com quatro contos importantes para os Mitos de Cthulhu:


  • O Chamado de Cthulhu: essencial para conhecer a criação mais famosa de Lovecraft;

  • O Horror de Dunwich: uma das melhores novelas do autor, tem um toque de O Grande Deus Pã de Machen e conta com a ilustre presença de Yog-Sothoth;

  • Sussurros na Escuridão: mais uma ótima novela, cheia de referências aos Mitos, com participação especial dos Mi-Go. A obra foi escrita em 1931, um ano depois da descoberta de Plutão, e é claro que o novo planeta serviu de inspiração para o texto;

  • O Assombrador das Trevas: não é um dos meus contos preferidos, mas não deixa de ser bom. Aqui, a típica narrativa em 1ª pessoa dá lugar ao ponto de vista de um terceiro, que descreve o destino do professor Robert Blake ao fim do conto The Shambler From the Stars, de Robert Bloch. Esse conto estava disponível aqui no site, porém devido aos direitos autorais resolvi tirá-lo do ar, mas é possível ler O Assombrador sem ter lido o Shambler antes.


A tradução da Lenita Rimoli Esteves foi muito boa e o texto não sofreu nenhum corte ou censura. Apenas uma ressalva para o termo "Magníficos Ancestrais" referente aos Great Old Ones (geralmente traduzidos como Grandes Antigos). "Great" refere-se à hierarquia e não à grandiosidade dos seres (mas OK, eles são magníficos mesmo).


É uma edição pequena e leve com uma boa seleção de histórias, sem ilustrações, apenas com os textos. Vale a pena para o leitor que quer conhecer algumas das histórias mais importantes sobre os Mitos de Cthulhu.


Ficha técnica

Editora: Martin Claret

Tradução: Lenita Rimoli Esteves

Ano: 2011

Número de Páginas: 200