• Mimi Zanetti

Colheita Maldita: o conto de Stephen King que virou uma franquia de filmes


O conto (com spoilers leves):


Publicado em 1977 na revista Penthouse, no ano seguinte fez parte da sua primeira coletânea de Stephen King, Sombras da Noite (título original: Night Shift). Em português foi publicado como “As Crianças do Milharal”, e sua história se passa em uma pequena cidade rural fictícia do Nebraska (estado que fica bem no meio dos Estados Unidos) no ano de 1976.


Vicky e Burt estão em uma longa viagem de Boston até a Califórnia, onde em uma tentativa de recuperar seu casamento em crise, farão uma visita ao irmão de Vicky. Em meio a transmissões religiosas do rádio (estranhamente vociferadas por uma criança), a jornada é marcada por constantes brigas entre o casal que beiram ao puro ódio de um contra o outro. Até que em uma dessas discussões, Burt se distrai e acaba atropelando um menino.


Ao examinar o corpo do garoto, Burt vê que ele foi degolado antes do atropelamento e começa a desconfiar que estão sendo observados. Sua decisão é colocar o corpo no carro e partir para a cidade mais próxima: Gatlin. Chegando lá, a cidade está aparentemente vazia, os cartazes de comércio mostram preços que há muitos anos não são praticados.


"Tinha a forte sensação de estar sendo observado. Era uma sensação sobre a qual lera nos livros, principalmente ficção barata, e de cuja existência sempre duvidara. Agora, não duvidava mais."

Placa mostrada no filme de 1984: "Você está entrando agora em GATLIN. A melhor cidadezinha do Nebraska"

O único local que demonstra alguma atividade recente é a igreja, que Burt decide explorar, ignorando os apelos de sua esposa. Ao passar algum tempo no local, ele descobre um livro com registros de nascimentos e falecimentos, e vê que muitas mortes acontecem quando os jovens completam 19 anos. Algo aconteceu naquela cidade no ano de 1964, “algo relacionado com religião, milho… e crianças”. O que o protagonista também percebe, é que apesar da igreja ser Batista, a adoração não é ao Deus cristão como conhecemos, e sim uma deturpação bíblica denominada “Aquele que anda por trás das fileiras”.


Repentinamente, o carro do casal, onde Vicky permaneceu, é atacado por crianças e adolescentes, portando armamentos rurais, e a partir daí começa a perseguição entre adultos e crianças, levando a um desfecho sanguinário.


A história chama a atenção ao mostrar um frenesi religioso pagão despertado por uma entidade sobrenatural que não é explicitamente demoníaca. É algo além, algo que incita uma matança desenfreada promovida por crianças. Juntando-se a isso, pode-se supor uma possível influência lovecraftiana, quando ao final do conto “Aquele que anda por trás das fileiras” toma forma física, e é descrito como “algo imenso, que se erguia até o céu”, uma criatura maligna de tamanho exorbitante.


Por melhor que seja a primeira adaptação, nenhum filme fez jus à criatividade e horror mostrados nessa breve obra (de 28 a 30 páginas, dependendo da edição), que vale muito a pena ser lida.


As adaptações (sem spoilers):


Discípulos do Corvo (1983)

Disciples of the Crow

Dirigido por: John Woodward


O projeto “Dollar Baby” é uma iniciativa do autor Stephen King que cede permissão para que estudantes de cinema e teatro adaptem suas obras. Um dos primeiros “Dollar Babies” foi esse curta de 20 minutos lançado em 1983.


A história se inicia com um grupo de crianças realizando rituais de natureza duvidosa, e logo em seguida matando os próprios pais. Logo depois, um casal de passagem pela zona rural de Oklahoma atropela uma criança. O resto já dá para imaginar. Apesar do amadorismo e do baixíssimo orçamento, esse curta não deixa de ser uma obra interessante para os fãs da franquia e do autor.


Curiosidade: o primeiro curta do diretor Frank Darabont (responsável pelas adaptações de Stephen King como O Nevoeiro, Um Sonho de Liberdade e À Espera de um Milagre) foi um “Dollar Baby”, inspirado no conto A Mulher no Quarto (do livro Sombras da Noite) lançado em 1982.


Link para o filme no youtube, em inglês e sem legendas: https://www.youtube.com/watch?v=pbKgvnn-tNg (parte 1)

https://www.youtube.com/watch?v=jcL0b23Q6L4 (parte 2)



Colheita Maldita (1984)

Children of the Corn

Dirigido por: Fritz Kiersch


O casal Vicky e Burt é interpretado por Linda Hamilton (O Exterminador do Futuro) e Peter Horton, respectivamente. Isaac por sua vez é interpretado por John Franklin, que na verdade não é uma criança, o ator tem uma deficiência de hormônio do crescimento, fazendo com que tenha apenas 1 metro e meio de altura. O final é diferente do apresentado no conto, mas seu desenvolvimento é fiel à obra.


O filme foi distribuído pela New World Pictures e recebeu diversas críticas negativas da mídia especializada na época, mas certamente é o melhor de toda franquia e hoje em dia mora no coração de muitos fãs de terror e de Stephen King.


Link para o filme no youtube, dublado e com boa imagem: https://www.youtube.com/watch?v=TlxLd564hlk



Colheita Maldita 2: O Sacrifício Final (1992)

Children of the Corn II: The Final Sacrifice

Dirigido por: David Price


Nessa sequência temos John Garrett (Terence Knox), um repórter que vai à cidade de Hemingford, vizinha à Gatlin, com seu filho adolescente a fim de obter informações sobre a carnificina ocorrida lá. As crianças e adolescentes, que anteriormente haviam matado os pais, agora aparecem em um estado aparentemente quase catatônico. Mas é claro que vai rolar uma matança, senão não haveria filme né? O líder dos pequenos homicidas é Danny, interpretado por Paul Scherrer.


Ponto negativo para os momentos de romance que exalam tanta vergonha alheia que dá vontade de enfiar a cara num buraco. Não é nenhuma obra prima, as atuações são horríveis mas tem seus momentos divertidos.


Este segundo filme foi distribuído pela Dimension Films, que também comercializou as próximas sequências até o Colheita Maldita 7.


Link para o filme no youtube, dublado e com boa imagem: https://www.youtube.com/watch?v=mka0qUtYsj4



Colheita Maldita 3 - A Colheita Urbana (1995)

Children of the Corn III: Urban Harvest

Dirigido por: James D.R. Hickox


A história dessa é vez é sobre Eli (Daniel Cerny) e Joshua (Ron Melendez), dois irmãos da zona rural do Nebraska que após perderem os pais, são adotados e levados para Chicago. Enquanto o mais velho, Joshua, tenta se enturmar e levar uma vida normal na cidade grande, Eli se mantém ligado ao velho culto do milharal (inclusive plantando milho na nova casa). É um filme razoável, até melhor que o anterior, mas com um final bem ruinzinho. Daniel Cerny faz um bom trabalho interpretando Eli.


Link para o filme no youtube, dublado e com boa imagem: https://www.youtube.com/watch?v=0xsw16f3k9Y



Colheita Maldita 4 (1996)

Children of the Corn IV: The Gathering

Dirigido por: Greg Spence


Em uma cidade do Nebraska (que não é Gatlin) uma senhora com agorafobia tem pesadelos com crianças zumbi/endemoniadas, e sua filha (temos aqui Naomi Watts em começo de carreira) vem lhe visitar para ajudá-la. A mitologia dos filmes anteriores quase não aparece.



Colheita Maldita 5 - Campos do Terror (1998)

Children of the Corn V: Fields of Terror

Dirigido por: Ethan Wiley


“Aquele que anda por trás das fileiras” está de volta e dessa vez possui o pequeno Ezeekial (Adam Wylie), que toma o posto de mini pastor apocalíptico do milharal (porém, nada assustador). No enredo, um grupo de amigos divido em dois carros está a caminho de uma cidade interiorana onde mora o irmão de uma das pessoas, mas apenas um carro chega lá. Obviamente, as crianças do milharal já deram cabo dos ocupantes do primeiro carro, e obviamente irão perseguir os restantes.


Tem bons efeitos especiais sangrentos e algumas cenas de perseguição que fazem do filme até aceitável. No elenco, o veterano David Carradine, a estreante Eva Mendes, e participação de Kane Hodder.



Colheita Maldita 666 - Isaac Está de Volta (1999)

Children of the Corn 666: Isaac's Return

Dirigido por: Kari Skogland


A história se passa 19 anos após os acontecimentos do primeiro filme. Hannah (Natalie Ramsey) nasceu em Gatlin e vai até a cidade para encontrar sua mãe biológica. E como o próprio título sugere, Isaac está de volta, depois de ter passado todos esses anos em uma espécie de coma. A premissa até que é interessante, mas o resultado é desastroso.


O ator John Franklin, que faz o papel de Isaac, já tinha seus 25 anos no primeiro filme, retorna agora com quase 40. Sua aparência envelhecida, combinada com seus 1,52 cm e a voz aguda, podem trazer algum estranhamento, mas de fato, o Isaac é a única coisa do filme.


Colheita Maldita 7 (2001)

Children of the Corn: Revelation

Dirigido por: Guy Magar


Uma mulher se muda para um prédio em busca de sua avó desaparecida. Tal prédio fica ao lado de um milharal, que por sua vez tem ligação com criancinhas sinistras. Além desses, há outros elementos que ligam o filme à mitologia da franquia, mas ao contrário do que o título propõe, não há muita revelação.


É um tanto decepcionante por levar o nome “Colheita Maldita” no título, mas se for assistido como um terror clichê sem expectativa nenhuma, dá até para passar o tempo.


A Colheita Maldita (2009)

Children of the Corn

Dirigido por: Donald P. Borchers


O filme é um remake do original feito para TV distribuído pela Fox 21, que estreou no canal Syfy, é mais fiel ao conto mas não é melhor que o original. O casal Vicky (Kandyse McClure) e Burt (David Anders) passam 40 minutos do filme brigando, o que é bem fiel ao conto, porém irritante para o espectador (uma dureza assistir). Aqui, o Isaac é interpretado por Preston Bailey, que faz bem o seu papel mas é fofinho demais para ser assustador. Ponto positivo para a cena do carro e para uma das cenas finais.


Link para o filme no youtube dublado e com boa imagem: https://www.youtube.com/watch?v=1ldbg9dq4ko



Colheita Maldita: Genesis (2011)

Children of the Corn: Genesis

Dirigido por: Joel Soisson


Mais uma vez, um casal, Tim (Tim Rock) e Allie (Kellen Coleman), que está grávida, estão em uma viagem quando o carro quebra. O calor e a situação de Allie os obriga a aceitar abrigo na casa de um estranho casal no deserto da Califórnia. O ritmo é bem lento e aparentemente, quanto mais recente a adaptação, mais ela vai se distanciando do original (exceto pelo remake citado anteriormente). Os 10 primeiros minutos são mais interessantes que o filme inteiro.



Colheita Maldita: Fugitivos (2018)

Children of the Corn: Runaway

Dirigido por: John Gulager


Ruth (Marci Miller) é uma adolescente grávida que sobreviveu ao massacre de um culto de crianças homicidas. Ela põe fogo no milharal e tenta fugir para o mais longe possível, sendo interrompida pelas dores do parto. Seu filho acaba nascendo, convenientemente, em meio a um milharal. 13 anos depois, Ruth e seu filho Aaron (Jake Ryan Scott) são dois errantes, eles não têm endereço fixo e sobrevivem como podem, pulando de cidade em cidade.


Até que um dia, Ruth consegue um emprego em uma oficina e tenta firmar raízes na pequena cidade, mas é claro, ela é assombrada pelo seu passado. O elenco é bom e a própria Ruth é uma personagem bem desenvolvida, a direção é competente, porém o elo com a história original é fraquíssimo, e acaba funcionando melhor como um filme de terror aleatório do que como uma sequência. De qualquer forma, o resultado final é bom.