• Cultista

Bates Motel: 5 motivos para assistir a série

A primeira temporada de Bates Motel estreou em 2013 e contou com dez episódios. Sua premissa era trazer um Norman Bates de 17 anos, mostrando o cerne do desenvolvimento de sua relação com a mãe, como uma prequel para o filme Psicose.


Aos que viveram a vida em Marte e não conhecem Psicose, é um livro escrito por Robert Bloch e publicado pela primeira vez em 1959. A partir desta obra, foi lançada no ano seguinte uma adaptação cinematográfica dirigida por Alfred Hitchcock, um de seus filmes mais famosos e mais celebrados. Esse terror psicológico mostra a secretária Marion Crane, que após roubar uma quantia em dinheiro da empresa que trabalha, resolve sair da cidade e vai parar em um decadente motel, cujo proprietário é Norman Bates.



Agora voltando à série, no ano de sua estréia assisti alguns episódios mas não fui até o final da temporada. Depois de cinco anos, finalmente conferi todas as temporadas e posso dizer com propriedade: Bates Motel se tornou uma das minhas séries preferidas.


Logo no início da 1ª temporada, vemos Norma Bates partindo para a pequena cidade de White Pine Bay, após a morte do marido, junto com seu filho Norman (sim, Norma e Norman), adquirindo um motel à beira da estrada com o objetivo de começarem uma nova vida.


Enquanto o filme Psicose se passa nos anos 1950, a série é atual. Norman está em uma nova escola, com novos amigos, todos com seus telefones celulares e outras modernidades. Tal fato fez com que eu torcesse o nariz para a série em um primeiro momento, mas depois alguns episódios ela foi ficando envolvente a ponto desse “defeito” se tornar secundário.



A vida dos Bates é qualquer coisa menos tranquila. Logo em sua primeira noite no motel, Norma é atacada e abusada pelo antigo proprietário do imóvel, e acaba por matar a facadas seu agressor. Após o evento, ela decide não chamar a polícia, ocultando o cadáver juntamente com Norman, mas o desaparecimento de um morador local logo é notado pela polícia.


Pouco tempo depois, a chegada do problemático filho mais velho de Norma traz mais perturbação à pouca paz da família. Crimes, amores juvenis, e o relacionamento anormal com a mãe vão moldando o psicológico de Norman Bates.



Confira cinco motivos para assistir a série:



1. SEM SURPRESAS DE CANCELAMENTO: não é chato quando você começa a assistir uma série e de repente ela é cancelada? Em Bates Motel não existe esse problema! A série durou cinco temporadas no total, a última exibida em 2017. Sua exibição foi pelo canal A&E e todas as temporadas estão disponíveis na Netflix e Prime Video.



2. ELENCO MATADOR: Norman Bates é interpretado por Freddie Highmore (o fofíssimo Charlie do remake de A Fantástica Fábrica de Chocolates), e no papel de Norma temos a maravilhosa Vera Farmiga (a Lorraine Warren de Invocação do Mal). Também temos Nestor Carbonell, velho conhecido dos fãs de Lost, onde interpretou o misterioso Richard Alpert. Olivia Cooke (Ouija - O Jogo dos Espíritos) e Max Thieriot (Jumper; A Última Casa da Rua) completam o elenco recorrente. Todos são excelentes!



3. DESENVOLVIMENTO PSICOLÓGICO DE NORMAN BATES: Por que Norman Bates agiu daquela forma em Psicose? Retratar um Norman adolescente mostrando a dinâmica de seu relacionamento com a mãe, faz com que haja um melhor entendimento acerca do personagem.



4. MODERNO + NOSTÁLGICO: por mais que a série se passe na década atual, a antiga residência dos Bates é a mesma retratada no filme dirigido por Alfred Hitchcock. O visual de Norma Bates também remete aos tempos antigos, passando uma sensação nostálgica ao telespectador.



5. MUITO ALÉM DO THRILLER: enquanto o filme de 1960 é uma obra prima do suspense, a série mistura terror, drama, humor, romance e mistério. São 5 temporadas de diversão garantida!