• Mimi Zanetti

O Grande Deus Pã - Arthur Machen (resenha)

Arthur Machen (1863 - 1947) foi um escritor galês de horror e fantasia, que ganhou reputação com sua novela O Grande Deus Pã. Na época de sua publicação, o poeta e crítico literário Richard Henry Stoddard, na revista Literary News, afirmou que a história era muito mórbida para ser a produção de uma mente sã.


Le Faune de Carlos Schwabe (1923)

De acordo com o crítico britânico Harry Quilter no The Contemporary Review, O Grande Deus Pã é, não hesito em dizer, uma história perfeitamente abominável., Por que a ele deveria ser permitido, em troca de míseros trocados, lançar em nosso meio essas criações monstruosas de seu cérebro doente?.


Na época de sua publicação, a história foi considerada “degenerada e horrível por causa de seu estilo decadente e conteúdo sexual”, mas tornou-se um dos grandes clássicos do horror na literatura. Para Stephen King, é uma das melhores histórias de horror já escritas. Talvez a melhor no idioma inglês.


Arthur Machen também foi grande inspiração para H.P. Lovecraft. Em seu ensaio Supernatural Horror in Literature (1926), o autor disserta "Ninguém poderia começar a descrever o suspense cumulativo e o horror supremo com o qual cada parágrafo é abundante", "o melodrama está inegavelmente presente, e a coincidência é esticada até um tamanho que parece absurdo na análise".



O enredo é dividido em oito partes, e se inicia com um médico devoto da medicina transcendental fazendo uma espécie de trepanação no crânio de Mary, uma jovem de 17 anos a qual ele julga como sua propriedade. De acordo com ele, a experiência faria com que a adolescente fosse capaz de ver o “Grande Deus Pã”.


Os anos se passam e séries de eventos extraordinários começam a ser relacionados com uma jovem, tais quais suicídios, assassinatos e pessoas à beira da loucura. Toda história é contada de diferentes pontos de vista e cabe ao leitor ligar os fatos e deduzir o que de fato ocorreu durante todo o período, o que é real e o que é imaginário.


Na mitologia grega, é o deus dos campos, dos pastores e dos rebanhos, sendo associado à música e poderes sexuais (geralmente ilustrado com um grande pênis). Seu correspondente na mitologia romana é o Fauno. Ambos têm a figura de um homem com chifres e corpo de bode da cintura para baixo. Desde a Idade Medieval, os cristão associam à Satã a figura caprina de , entretanto em nenhum momento da narrativa é confirmado se a entidade da história é de fato ou Satã.


Além da temática ocultista, o conto é muitas vezes tido como misógino pela forma que as mulheres são retratadas e por nunca terem voz na narrativa, uma vez que esta é contada somente do ponto de vista de personagens masculinos. A controvérsia se estende ao conteúdo sexual implícito, uma vez que a publicação é datada da Era Vitoriana na Grã Bretanha (1837 - 1901).


O Grande Deus Pã é um suspense sobrenatural obrigatório para os fãs de horror, e faz jus à sua fama de ser uma das melhores histórias dentro do gênero, servindo de inspiração para diversas obras.



Fontes:

Wikipedia: Pan; The Great God Pan

Thelemapedia

Black Gate


Ebooks:

Project Gutenberg (em inglês, gratuito)

Kindle Unlimited (em português, gratuito para assinantes)