• Mimi Zanetti

Review: Arquivo X - 2ª Temporada

Continuei a saga de rever todos os episódios de Arquivo X, finalmente terminei a segunda temporada e apresento aqui o meu review completo. Atenção!! O texto pode conter SPOILERS para quem ainda não assistiu a primeira temporada.



Após uma ótima primeira temporada, Arquivo X volta já consolidada como uma grande série de ficção científica dos anos 90. Esta segunda temporada se iniciou em setembro de 1994 e seu fim foi exibido em maio de 1995, desta vez contando com 25 episódios, um a mais que a temporada anterior.


Fox Mulder e Dana Scully chegaram muito perto da verdade, o que implicou na separação dos dois dentro do FBI e no fechamento dos Arquivos X. Enquanto Scully dá aulas no departamento de Medicina, Mulder trabalha em casos menores e ganha um novo parceiro, Alex Krycek, além de um novo informante desta vez conhecido apenas como X. Também é a partir desta temporada em que o vice diretor assistente Walter Skinner (Mitch Pileggi), e aquele conhecido como “Canceroso” (William B. Davis), se tornam um personagens recorrentes.


A atriz Gillian Anderson ficou grávida durante as filmagens, o que teve consequências diretas em sua personagem. A maioria das suas aparições se restringe à parte superior de seu corpo, para que o ventre não aparecesse, e o destino de Scully ficou marcado por um sequestro que durou diversos episódios.


Dos 25 episódios, 8 deles são completamente voltados para a mitologia conspiratória da série, enquanto o restante se encaixa na categoria de “Monstro da Semana”. Não só o conteúdo dos episódios, como a atuação da dupla de protagonistas, tiveram um aumento significativo de qualidade, fazendo com que esta segunda temporada seja considerada uma das melhores da série.


Segunda temporada Número de episódios: 25 Duração: 45 minutos Início: 16 de setembro de 1994 Season finale: 19 de maio de 1995


Confira abaixo o review dos episódios dessa segunda temporada:


Episódio 01 - Little Green Men (Os Homenzinhos Verdes): a retomada do segundo ano da série se dá com um episódio focado na mitologia. O prólogo é narrado por Mulder, que relata os programas de busca por inteligência alienígena da NASA. Seguindo as orientações do Senador Matheson, um antigo aliado, Mulder vai até Porto Rico, chegando ao desativado observatório de Arecibo, que recebe um sinal possivelmente extraterrestre.


Episódio 02 - The Host (O Hospedeiro): o primeiro “Monstro da Semana” da temporada conta com um verdadeiro monstro, uma espécie verminosa de configuração humanóide, fruto do acidente radioativo de Chernobyl. Transportado a bordo de um cargueiro russo, o parasita faz suas vítimas nos esgotos de New Jersey. A aparência do monstro foi aclamada por diversos críticos.


Episódio 03 - Blood (Sangue): mesmo de forma separadas, os agentes Mulder e Scully investigam o comportamento anormalmente violento de alguns cidadãos em uma pequena comunidade da Pensilvânia, desencadeado por mensagens em dispositivos digitais.


Episódio 04 - Sleepless (Sem Dormir): neste episódio somos apresentados ao novo parceiro de Mulder, Alex Krycek (interpretado por Nicholas Lea, que atuou como coadjuvante em outro papel na primeira temporada) que se tornará um personagem recorrente. Os dois são designados para investigar um misterioso caso em que um médico é morto com sinais de intoxicação por inalação de fumaça, em um local sem sinais de incêndio. A guerra do Vietnã e experiências de privação de sono são os temas deste episódio. Participação especial de Tony Todd, o eterno Candyman.


Episódio 05 - Duane Barry (Duane Barry): o personagem homônimo ao título do episódio é um antigo agente do FBI que está internado em uma clínica psiquiátrica. Duane Barry alega ter sido repetidamente abduzido por alienígenas ao longo dos anos, passando por diversos experimentos dolorosos e traumatizantes. Ao escapar da clínica onde está internado, Duane Barry se dirige a uma agência de turismo, levando seu psiquiatra como refém, envolvendo todos dentro do local no sequestro. Duas cenas são memoráveis: a do uso de laser em uma experiência dentária em Duane Barry; e a em que Scully passa o implante retirado de Barry em um leitor de códigos em barra de um supermercado, provocando um efeito inusitado na máquina.


Episódio 06 - Ascension (Ascensão): sendo continuação do anterior, este é o episódio que marca permanentemente o destino da personagem Dana Scully. Devido à gravidez da atriz Gillian Anderson, Scully acaba sendo sequestrada. Seu desaparecimento dura várias semanas e implica sérias consequências para a personagem nas próximas temporadas.


Episódio 07 - 3 (A Trindade): com Scully e Krycek fora de cena, temos um episódio totalmente centrado em Mulder, tendo como tema central o vampirismo. Infelizmente, é o pior de toda a temporada, provavelmente os roteiristas acharam uma boa ideia induzir Mulder a ter um romance, porém o resultado é totalmente constrangedor com cenas que beiram ao extremo da cafonice.


Episódio 08 - One Breath (Por Um Fio): a agente Scully é encontrada misteriosamente em um hospital em estado comatoso, e agora luta por sua vida enquanto Mulder busca pelos responsáveis pelo rapto de sua parceira. Mais um episódio voltado para a mitologia da série.


Episódio 09 - Firewalker (Firewalker): Scully está de volta e a dupla dinâmica vai até uma expedição científica, onde uma forma de vida é captada pelo robô Firewalker dentro de uma caverna vulcânica. Há indícios que tal forma de vida possa estar ligada com o desaparecimento de um dos cientistas. Neste episódio temos a participação da atriz Shawnee Smith, conhecida por sua atuação na franquia de Jogos Mortais como Amanda Young.


Episódio 10 - Red Museum (O Museu Vermelho): adolescentes de uma cidade de Wisconsin começam a desaparecer e reaparecem com uma inscrição em suas costas, “ele/a é um”. Uma seita vegetariana é suspeita de envolvimento nos casos, uma vez que vem sofrido ataques na pequena cidade conhecida por sua produção de carne. A mitologia da série é revisitada neste ótimo episódio, trazendo à tona questões expostas anteriormente por Garganta Profunda.


Episódio 11 - Excelsis Dei (O Sanatório da Morte): a funcionária de um asilo alega ter sido espancada e abusada dentro da entidade onde trabalha, o problema é que seu ofensor é invisível. A dupla de agentes vai até a casa de saúde investigar, desvendando segredos de pacientes e funcionários, resultando em um episódio morno.


Episódio 12 - Aubrey (Aubrey): uma detetive misteriosamente descobre restos humanos que remetem ao caso de um agente do FBI desaparecido desde os anos 1940. Seus supostos poderes paranormais mostram que ela tem muito mais ligação com esse caso do que imagina. Terry O’Quinn, o querido John Locke de LOST, faz uma participação especial neste episódio.


Episódio 13 - Irresistible (Irresistível): casos de profanação de túmulos com remoção de partes dos corpos, levam a dupla à Minneapolis. Curiosidade: no roteiro inicial, o antagonista era descrito como um necrófilo, porém a ideia foi rejeitada por ser “inaceitável para os padrões de transmissão”.


Episódio 14 - Die Hand Die Verletzt (Adoradores das Trevas): com uma boa dose de ocultismo, este é definitivamente um dos meus episódios favoritos de toda temporada. Um grupo de adolescentes se embrenha no meio de uma floresta para fazerem uma “brincadeira” relacionada à magia negra, o que causa a morte de um deles. A investigação de Mulder e Scully os leva ao segredo mais profundo e assustador da cidade de Milford Haven.


Episódio 15 - Fresh Bones (Ossos Frescos): militares que trabalham em um campo de refugiados haitianos estão tendo suas vidas influenciadas por misteriosos símbolos. Scully e Mulder descobrem que a prática de voodoo pode ter relação com os acontecimentos.


Episódio 16 - Colony (A Colônia): a dupla investiga a atuação de homens com aparência idêntica trabalhando em clínicas de aborto. Durante a investigação, Mulder é informado que sua irmã Samantha, abduzida e desaparecida desde criança, está viva e de volta. É um episódio importante para a mitologia da série.


Episódio 17 - End Game (Fim de Jogo): continuação do episódio anterior com informações importantes sobre os clones, e a tentativa de assentamento alienígena na Terra. Mulder descobre mais sobre sua irmã.


Episódio 18 - Fearful Symmetry (Terrível Simetria): animais somem do zoológico local e reaparecem a quilômetros de distância de seu local de origem, porém “invisíveis”, em uma área é conhecida por avistamentos de OVNIs.


Episódio 19 - Død Kalm (Navio Fantasma): jovens marinheiros ficam com seu navio à deriva, e ao serem resgatados estão com a aparência de idosos. Mulder e Scully se dirigem ao navio para investigar, porém acabam compadecendo da mesma anomalia que causa a super aceleração do envelhecimento. Esse episódio particularmente me incomoda por causa da maquiagem.


Episódio 20 - Humbug (A Fraude): a morte de um artista conhecido como “O Homem Lagarto” leva dupla de investigadores a uma comunidade de artistas no estilo “circo dos horrores”. Trata-se de um episódio divertido, e pela primeira vez a série assume um tom cômico.


Episódio 21 - The Calusari (Os Calusari): Teddy, um bebê de dois anos morre em um acidente em um parquinho de diversões com aparente intervenção sobrenatural. A avó do garoto é romena e tem envolvimento com uma seita supersticiosa, que faz com que os agentes suspeitem da ação da senhora. Porém a resposta é encontrada em Charlie, irmão mais velho de Teddy. É um episódio sombrio que teve que ser amenizado para que a Fox o transmitisse. O ator Joel Palmer (Charlie) também participou da 1ª temporada em outro papel.


Episódio 22 - F. Emasculata (Emasculata, O Vírus da Morte): um detento recebe na cadeia um pacote contendo um pedaço de carne estragada, porém o que parecia uma brincadeira de mau gosto acaba sendo uma forma de contaminar presidiários com uma doença desconhecida. Quando dois detentos contaminados conseguem fugir, o FBI começa uma busca frenética para impedir que a moléstia se espalhe. É um bom episódio e deveras nojento, uma vez que a doença causa pústulas que explodem espalhando uma espécie de pus para todos os lados. Muito nojento.


Episódio 23 - Soft Light (Luz Suave): uma experiência científica dá muito errado, transformando a sombra de um homem em uma espécie de buraco negro. Participação especial do ator Tony Shalhoub, que além de diversos filmes interpretou Monk na série de mesmo nome. E como comentei anteriormente, a série “recicla” muitos atores/atrizes, dessa vez foi a atriz Kate Twa que neste episódio interpreta a detetive Kelly, e que na temporada anterior participou do 14º episódio.


Episódio 24 - Our Town (Nossa Cidade): os agentes do FBI são levados à uma pequena cidade do Arkansas onde desapareceu um inspetor da indústria de carnes local. Acontece que os habitantes da cidade têm um costume muito peculiar para dar fim aos inimigos. Na minha opinião, um dos melhores episódios dessa temporada.


Episódio 25 - Anasazi (Anasazi Parte 1): Mulder recebe uma fita no idioma Navajo, porém seu comportamento anormal faz com que se afaste de sua parceira. O conteúdo da fita acaba levando ambos agentes até o Novo México atrás de pistas que confirmem a existência de extraterrestres. A temporada fecha com chave de ouro, e um ótimo gancho para a terceira temporada.



Nota geral: 9.5/10 Melhores episódios: 02, 05, 06, 14, 20, 21, 22

Piores episódios: 07, 19

Episódios relacionados à mitologia: 01, 05, 06, 08, 10, 16, 17, 25

“Monstros da Semana”: 02, 03, 04, 07, 09, 11, 12, 13, 14, 15, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24.